24.12.05

É Natal

Pois já nasceu uma criança, Deus nos mandou um menino.
Isaías 9. 6

Essa é uma noite importante. E por causa dela, eu estou escrevendo a vocês para transmitir meus votos de um Feliz Natal. Natal é isso: é a festa de celebração de um aniversariante que tem sido deslocado do Seu lugar desde que a Coca-Cola pôs uma roupa vermelha em São Nicolau e transformou o evento festivo em desculpa comercial.
Mas o comércio tem razão de ser nesta noite. Afinal, se fundamenta no fato de que os magos foram à Palestina prestar suas homenagens e dar os seus presentes ao rei dos judeus. No entanto, ao contrário do que faz crer a imagem tradicional do presépio, aqueles magos – que não sei se eram reis nem se eram três – devem ter chegado a Belém quando Jesus já tinha uns dois anos. E O encontraram, obviamente, não mais na manjedoura, mas em casa (Mt. 2. 11). Mas mesmo aí o grande homenageado é o Dono da Festa: Jesus. Que cada vez menos lugar encontra nos dezembros de todo o mundo.
Natal é festa de família. Afinal, naquela noite só havia a pequena família nuclear de José. Nascia o primeiro filho do casal – se bem que José sabia muito bem que não era o pai daquela criança. Porém o Pai Celeste não iria deixar Seu Filho amado, Redentor do mundo, isolado naquela noite. Haveria celebração. E os anjos apareceram. E os pastores foram ver a pequena família. E o estábulo ficou cheio de fé e de alegria – em comunhão familiar: Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz na terra para as pessoas a quem Ele quer bem! (Lc. 2. 14).
O sol da justiça veio ao mundo (Ml. 4. 2). No entanto, como diz uma amiga minha no seu apelido do Messenger, só comemoramos o Natal porque houve a Páscoa. Ao contrário do que somos empurrados a pensar, não é o Natal a principal festa cristã. A nossa maior celebração, a maior festa, a maior comemoração, a maior causa de louvor e glória, é a Páscoa, não o Natal. O Natal não significaria nada para nós se Jesus não tivesse morrido e ressuscitado. A mensagem que muda o mundo é a mensagem da Páscoa de Jesus. É a Páscoa de Jesus que nos faz nascer de novo.
Jesus viveu, porém, uma vida só. Ele nasceu. E é isso que celebramos hoje. Em família – porque mesmo que estejamos sós, se Jesus estiver celebrando conosco, os anjos vêm para a nossa festa familiar –; com presentes; com fé e alegria. Com vida. E vida plena. Os meus votos a todos e todas é que o Sol da Justiça, o Deus de Amor – Jesus – resplandeça no coração de todos esta noite, apontando a Páscoa e a vida eterna para aqueles que crêem em Seu nome.

Um comentário:

lisaandres8224 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog