2.3.06

Oração

Meus ouvidos querem ouvir, mas são surdos.

Meus olhos querem ver, mas são cegos.

Minhas pernas querem andar até Ti, mas são fracas.

Meu respirar já foi Tua presença, mas meu peito hoje arfa sem forças.



Quero buscar a Ti com o que me resta no interior,

mas a minha fraqueza é presente demais,

o meu pecado me distancia de Ti,

minhas incertezas me fazem esquecer o que fazer.



Sei que Tu estás aqui, a me cercar – creio nisso –

sei que a Tua mão me protege – quero crer nisso –

sei que a Tua força me conduz – ajuda-me, incrédulo que sou!



Tenho muitas saudades de Ti, de Teu toque, Teu afago, Tua voz e Tua glória.

Ó Deus, não me deixes matar o que de bom tenho em mim:

Tu mesmo, meu Senhor e meu Deus, o único bem que realmente preciso

Um comentário:

Estrela polar disse...

è bom saber que Deus está presente no meio da tempestade. Ele vela para que não tenamos medo. Para nos acalmarmos. Apesar das nossas frequezas Ele é o Único refúgio seguro.