16.5.06

Mais e mais bênçãos

Eu sempre darei graças a Deus, o Senhor; o Seu louvor estará nos meus lábios o dia inteiro.
Salmo 34. 1

Essa não é mais uma reflexão. É uma explicação em forma de testemunho. Em março desde ano terminei o mestrado em Lingüística Aplicada como alvo do milagre e da graça de Deus. Isso foi uma bênção que também se tornou uma preocupação: e agora, com o fim de minha bolsa, como me manteria? Deus foi sendo fiel ainda mais dia a dia, desde então.
Primeiro, um momento de dúvidas e dificuldades. Disse algum tempo atrás que havia sido aprovado em um concurso para professor substituto da UFPB. Fui para João Pessoa dar aulas e fiquei lá três semanas. Na hora de assinar o contrato, descobri que a universidade não levaria em conta o meu mestrado e que o valor do salário seria quase quinhentos reais a menos que eu – e o departamento de Comunicação – esperava. O resultado é que não assinei o contrato e, depois de três semanas dando aulas de graça, voltei para casa. Desde a quinta-feira, 4 de maio, estou de volta. Mas aí foi meu computador que passou a atrapalhar minha comunicação com o mundo e, obviamente, o envio das reflexões que um dia já foram diárias.
Claro que fiquei preocupado com o futuro. Com minhas contas para pagar. No domingo seguinte à minha volta, pedi oração durante o culto para que Deus interviesse nisso. Na quinta-feira seguinte, sem dinheiro, fui conferir meu saldo em conta para saber quanto precisaria pedir à minha mãe para que pudesse pagar as minhas dívidas. Fui surpreendido ao perceber que fora depositada em minha conta – de forma inesperada – ainda uma parcela da bolsa do mestrado. Fiquei em extremo feliz e agradecido a Deus. Nisso tudo, estava sem acesso à Internet para partilhar as bênçãos e lutas.
Mas as surpresas não pararam aí. No fim do ano passado, resolvi fazer o concurso para jornalista da Petrobrás porque o valor da inscrição era muito baixo. Não estudei especificamente para o concurso e fui fazê-lo em uma manhã de domingo do mês de dezembro. Pela graça do Senhor – e de novo de forma inesperada, como resultado único e exclusivo da graça de Deus – fiquei em uma boa posição [32º lugar].
Pois bem, na sexta-feira, enquanto participava de uma reunião na assembléia legislativa do nosso estado, recebi um telefonema de casa informando que eu recebera um telegrama de convocação da Petrobrás. Uma semana depois de minha volta de João Pessoa. Cinco dias depois de meu pedido de oração na igreja.
Sou grato a Deus por isso tudo. Não sei ainda o que virá pela frente. Mas estou mais que certo que o meu futuro, minha vida e meus passos estão guardados pelo sangue do Cordeiro. Nada nem ninguém será capaz de impedir que Ele realize o Seu projeto em minha vida. A Ele eu dedico toda a glória! Dele eu suplico a graça, o cuidado e a proteção! Sob Suas asas declaro desejar estar hoje e para sempre! Em nome dAquele que nos amou primeiro e por Seu grande amor, entregou a vida para que eu – e vocês – tivéssemos a vida de verdade: Jesus!

Um comentário:

Paulo Sempre disse...

Gostei!!!!
obrigado