29.8.05

Odres novos

Ninguém põe vinho novo em odres velhos. Se alguém fizer isso, os odres rebentam, o vinho se perde, e os odres ficam estragados. Pelo contrário, o vinho novo é posto em odres novos, e assim não se perdem nem os odres nem o vinho.
Mateus 9. 17

Ontem à noite eu dizia a uma nova amiga uma coisa que Deus tem me feito crer e ensinado nos últimos anos. Na maior parte das vezes, Ele espera que a gente experimente e viva os nossos momentos de dor e de tristeza o máximo que pudermos, Ele espera que vamos ao fundo o máximo que pudermos. Só aí, preparados, Ele vem a nós, nos resgata e nos restaura. Então o Espírito vem a nós e faz nossa esta verdade: O choro pode durar a noite inteira, mas de manhã vem a alegria (Sl. 30. 5).
Tudo isso faz parte do processo que Deus iniciou em nossas vidas. Ele começou em nós uma obra e está nos fazendo novos todos os dias. O Seu propósito conosco não é nada passageiro ou limitado a esta vida, mas é algo que transcende o nosso entendimento. O Seu propósito é nos fazer dia a dia mais próximos àquele que sempre foi o projeto que tinha em mente para o homem. O Seu projeto é de a cada instante nos fazer novos e nos fazer semelhantes a Cristo. Esse processo é o que temos chamado costumeiramente de santificação. Todo o agir de Deus em nossas vidas tem essa direção: fazer de nós o que Ele quer que sejamos, integralmente.
É aqui que adquirem importância as palavras do evangelho de Mateus: Ninguém põe vinho novo em odres velhos. Se alguém fizer isso, os odres rebentam, o vinho se perde, e os odres ficam estragados. Pelo contrário, o vinho novo é posto em odres novos, e assim não se perdem nem os odres nem o vinho. Quando Deus quer nos dar um vinho novo a beber, antes Ele faz nossos odres novos de novo. Quando Ele nos quer encher de novidade de vida, Ele precisa fazer em nós tudo novo. Se não tudo pode se perder.
Os nossos odres têm pouca durabilidade. Como tantas coisas no nosso mundo contemporâneo, os nossos odres se tornam obsoletos logo. Logo precisam ser renovados. Logo precisamos trocar nossos odres, porque precisamos estar prontos para receber o novo que Deus quer derramar em nós. Por isso, porque as coisas de Deus são sempre para logo, Ele está sempre trabalhando em nossa vida para nos fazer novos. E, em geral, é por meio do aprendizado na dor, na experiência dura, nos momentos difíceis que Ele nos fazendo novos, experientes, crescidos, maduros. E vai nos preparando para renovar sempre em nós o Seu vinho.
Deus quer nos dar Seu vinho novo. O Seu Espírito Santo. A Sua presença de festa, de novidade, de alegria. Ele quer nos dar ao coração o Espírito de celebração. O regozijo da Sua presença, os brados de vitória de corações que têm experimentado o novo de Deus na intimidade de Jesus. Ele quer renovar as nossas vidas inteiramente. Todos os dias, a cada instante. Ele quer nos resgatar da dor e do sofrimento, da luta e da dificuldade. Ele quer renovar nossas forças. Quer que sejamos odres novos, porque quer derramar um vinho novo especial em nosso coração. Ele quer nos marcar com a Sua presença santa e eterna. O vinho novo, o Espírito Santo, é melhor!
Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus (Ef. 5. 18). Como a gente pode se encher do Espírito? Eu sempre entendi os versículos seguintes como o caminho indicado por Deus para isso. Quer se encher do Espírito? Quer receber o vinho novo, que é melhor? Animem uns aos outros com salmos, hinos e canções espirituais. Cantem, de todo o coração, hinos e salmos ao Senhor. Em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, agradeçam sempre todas as coisas a Deus, o Pai (Ef. 5. 19 – 20).
Os momentos difíceis que enfrentamos não são gratuitos. Deus está nos fazendo novos dia a dia. A tristeza não é sem sentido. Podemos crescer com ela, até que o Senhor transforme-a no mais íntimo de nosso ser na mais plena alegria. Deus quer nos fazer novos, porque tem um vinho novo especial para nós. E Ele não quer desperdiçar esse novo que tem para mim e para você. Se Ele nos der o novo e nossos odres forem velhos, os odres rebentam, o vinho se perde, e os odres ficam estragados. Ele nos fará sempre novos. Por isso, antes de tudo, antes de dar o Seu novo, Ele precisa e vai nos preparar para isso.

2 comentários:

Paula disse...

Olá Daniel, mais uma vez gostei muito do que escreveste... são coisas que eu gosto de ler e Deus fala-me através delas...

marcia disse...

Olá Daniel, gosto muito de ler o que escreve, são palavras que falam ao meu coração...Continue assim e que Deus te abençoe e te use sempre,para honra e glória dele. Há, e obrigado pelos e-mails, valeu mesmo.
Marcia